Logo Santa Cruz Pe

Menu
#SejaSócioSantaForte SejaSócioSantaForte Já temos 1000 camisas vendidas.
Torcedor Fala Torcedor Fala
28/11

Constantino Júnior será o candidato à presidência, pela chapa Construindo com a Força da União

Compartilhe
Constantino Júnior será o candidato à presidência, pela chapa Construindo com a Força da União

Por Tiago Freitas

Constantino Júnior, 38 anos, será o candidato à presidência do Executivo, pela chapa Construindo com a Força da União. A decisão foi anunciada nesta terça-feira, em entrevista coletiva no auditório do Arruda, na sede social do clube.

Atual vice-presidente coral e com uma história de vitórias e conquistas ligadas ao Tricolor, Constantino terá a missão de substituir Antônio Luiz Neto, que está se ausentando da candidatura ao Executivo por problemas de saúde. O vice-presidente da chapa será Tonico Araújo.

Sendo assim, a eleição do Santa Cruz, que acontece no dia 5 de dezembro, no Arruda, terá os seguintes candidatos: Constantino Júnior, pela chapa Construindo com a Força da União; Fábio Melo, pela chapa Santa Cruz do Povo; e Albertino dos Anjos, pela chapa Muda Santa Cruz.

Confira, abaixo, os principais trechos da entrevista coletiva, que contou com a participação de Alírio Moraes, Antônio Luiz Neto, Constantino Júnior e Tonico Araújo.

ALÍRIO MORAES

“Reunimos tricolores com a consciência de tomar a melhor decisão para o próximo triênio. Infelizmente, nosso candidato Antônio Luiz Neto teve um problema de saúde. O diagnóstico médico impossibilitou a continuidade do nosso ex-presidente Antônio Luiz Neto no pleito. Desejávamos a eleição do Antônio Luiz Neto, mas optamos por outro grande santacruzense que é Constantino Júnior. Temos total confiança no seu trabalho. Deixei claro na reunião da comissão eleitoral que vamos lutar ao máximo para dar a total transparência ao pleito. Um dos nossos representantes na comissão eleitoral é desembargador. Não vamos prezar por situações obscuras, uma eleição limpa será assegurada para que o melhor para o Santa Cruz prevaleça. No plano pessoal, é um momento de grande reflexão do meu mandato. Os erros existiram e nunca fugimos do debate. O legado permanece, de maneira lúcida, além dos resultados. Temos um clube estruturado, um relatório de gestão a cada departamento do clube. Temos as dificuldades dos pagamentos e outras situações, sendo assim a luta permanece e acho importante a continuidade. Infelizmente, as dificuldades de bloqueio judicial foram o grande empecilho no processo. Sabemos o que passamos e o trabalho está sendo feito pensando nas gestões futuras. Pagamos muita coisa no âmbito trabalhista. Quando cheguei aqui, o passivo girava em torno de 70 milhões. Hoje temos um problema em torno de 40 milhões que conseguimos amenizar. Existiu o questionamento sobre minha continuidade, mas reitero as ideias lançadas por Antônio Luiz Neto, da necessidade de uma maior unidade no clube. Precisamos juntar forças. Posso até ser julgado, mas todos queremos os questionamentos imparciais. Entrei para ajudar e permaneço contribuindo porque sou forte e sei que a leitura está sendo feita com tranquila”.

ANTÔNIO LUIZ NETO

É um momento de muita dificuldade para mim. Já nasci sócio do Santa Cruz, um ano antes de eu nascer já tinha a carteirinha. Fui conselheiro e permaneço até hoje. Em 2010, fui convidado por ex-presidentes para aceitar o desafio de comandar o clube. Nem série o clube tinha, entrei neste desafio com muita união e todos aceitaram. Conseguimos três campeonatos pernambucanos, acessos e jornadas de muita felicidade. A torcida abraçou o trabalho. O Santa Cruz tem uma torcida extraordinária, maravilhosa, que merece muito respeito. E, no final das contas, ela é o próprio clube.  Me dirigi à cidade de São Paulo e realizei uma bateria de exames. A recomendação foi para eu ficar tranquilo, mas que eu deveria evitar maiores preocupações no futuro.  O Santa Cruz é um clube unido, com beneméritos que vão desde as pessoas de maior idade até os mais jovens. Temos que preservar este sentido de unidade.  No meu lugar, assumiu o extraordinário Alírio Moraes. Um respeitado profissional, homem de bem. Bicampeão pernambucano, campeão do Nordeste. Fez o Santa Cruz ir à Copa Sul-Americana. Alírio foi o responsável por iniciar o combate das nossas dívidas. E é um dever nosso dar continuidade a este projeto. Estou muito triste por não conseguir dar sequência ao trabalho. Agora, temos a responsabilidade nas mãos de Constantino Júnior. Um tricolor autêntico, diretor também vitorioso e filho de outro tricolor que, de onde estiver, está feliz por ver seu filho agora.  Em breve, teremos dois campos para treinar no nosso CT e hoje temos aqui o Constantino Júnior que, ao meu lado e com Alírio, revelou jogadores com a força da nossa base. E assim continuaremos. Quero fazer um voto de gratidão à torcida do Santa Cruz. Que vem demonstrando carinho comigo nas ruas pela minha situação. Quando saí do hospital em São Paulo, um torcedor veio falar comigo e me deixou muito tocado. Tivemos uma administração que mais acumulou vitórias na história do clube. Houveram defeitos, que vieram a ser reparador posteriormente por Alírio Moraes.  Faço um apelo para que venham votar, compareçam ao clube. Queremos mostrar nossa força, conquistar mais uma vitória. O Santa Cruz é eterno e estarei sempre à disposição do clube. Me despeço da candidatura muito triste. Mas muito feliz por estar sendo substituído por um puro sangue tricolor, jovem de 38 anos que vai nos dar muitas alegrias.

CONSTANTINO JÚNIOR 

Minha história se confunde com a história do Santa Cruz. Eu cresci vendo o amor do meu pai pelo clube. Fazia questão de ser o mascote, conhecer a essência do Clube do Povo.  O Santa Cruz admitiu na sua formação coisas que outros clubes não permitiam. Vejo a situação de hoje, quando o Santa Cruz precisa de uma oxigenação, de um sangue novo na administração. Tivemos muitas dificuldades neste ano. Falo em nomes como Vitor de Melo e Jomar Rocha. Tomei a decisão de me afastar do clube, dar um tempo para mim e minha família. Mas recebi o convite de pessoas sérias, como os ex-presidentes Alírio Moraes e Antônio Luiz Neto. É o maior desafio da minha vida e aceitei porque amo este clube e quero ajudá-lo. Precisamos ser sinceros com nosso torcedor. Prezar pela transparência e falar a verdade. Se as vitórias dão um sabor grande, aprendemos muito mais nas derrotas. Entendemos onde está cada ponto que precisa ser revisto. Conheço nomes das outras chapas que certamente vão nos ajudar a partir do dia 6 de dezembro. Existem pessoas que podem agregar. A nossa ideia é de captar recursos através da lei, com pessoas de bem. Confiamos muito no trabalho de pessoas competentes para avançarmos no processo estrutural do clube.  Vai existir uma montagem do corpo diretivo e o perfil do treinador já está traçado. Saber trabalhar com curto orçamento e ter o desafio de montar um time aguerrido. Estou aqui no dia a dia, sou um diretor presente. Converso com os funcionários, sei da realidade do clube. As diretrizes estão apontados e agora é sentar com as lideranças visando os projetos. Minha condição para aceitar este desafio foi estar bem assessorado, acompanhado de pessoas qualificadas para me ajudar pois, num clube de futebol, ninguém trabalha sozinho. Vamos criar um grupo de transparência. Tenho até o pensamento de convidar um nome do grupo de oposição, Glaucio Frazão, para nos ajudar. Temos de ter humildade de bater na porta e pedir ajuda. Meu desafio maior foi dentro de casa. Agraço a minha esposa por entender e me dar apoio para aceitar o projeto. Na questão fiscal, o presidente Alírio Moraes tem uma excelente gestão. Aproveito a oportunidade para convocar o torcedor para devolver o Santa Cruz ao top 20 da Timemania. Não posso enganar o torcedor. É difícil chegar e prometer títulos, mas temos o exemplo de 2016 onde brigamos nas duas frentes e conseguimos os títulos do Estadual e do Nordestão. É nosso desafio fazer um time competitivo. Também é nossa preocupação mobilizar o quadro de sócios. Nosso maior número foi na chegada de Grafite. Temos que buscar esse torcedor que está chateado e acreditar que vamos retomar o caminho das vitórias. Tenho convicção de que nossa chapa tem o maior combustível possível para ajudar o clube. Quero deixar claro que o torcedor pode confiar e depositar seu voto no nosso trabalho.

TONICO ARAÚJO

Somos o Clube do Povo. Tenho orgulho de ser Santa Cruz e ter uma família que é Santa Cruz. Tenho um respeito enorme por Constantino Júnior, Alírio Moraes e Antônio Luiz Neto. São homens íntegros e que dão a vida por este clube. O estagiário se tornou um vitorioso. Tive a oportunidade de entrar no clube através do pai dele e hoje estou aqui, ao lado do filho. Não falo apenas por mim, mas pela torcida do Santa Cruz. No próximo dia 5 de dezembro, o torcedor tem a responsabilidade por decidir o futuro do clube. Constantino Júnior terá dia e noite, noite e dia, o nosso apoio.

Veja Também:

@SantaCruzFC

Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração Coração
Siga SantaCruzFC